Utilizamos cookies essenciais e tecnologias de acordo com a nossa Política de Privacidade e nossos Termos e Condições de Uso. Ao continuar navegando, você concorda com esta utilização.      

SUAS LETRAS - Letras de Músicas e Clipes para ouvir










  Folk      Abel Pintos      Botellas al mar (Tradução)


              

Abel Pintos - Botellas al mar (Tradução)







Versão Original

Garrafas Mar

Um alerta vermelho sona,
Não mais guerra, sem mais sofrimento,
Um menino nu, que roga
Que o senso comum volte para o lugar,
Em vez de armas fabriques pão. (Bis)

Um barco a velas de branco,
Não busque mais navios
Leão marinho orando
Que o senso comum volte para o lugar,
Em vez de matar o maior cuidado.

Eu jogando garrafas ao mar,
Como feridas abertas,
Eu jogando garrafas ao mar,
Aguardando uma resposta.
((Refrão))

Acenando um lenço branco,
Por um homem sem fronteiras
Uma menina negra que reza,
Que o senso comum de volta no lugar,
Em vez de semear a paz rancores. (Bis)

Pomba branca carregando,
A mensagem da minha terra,
Dizem os gênios que inventaram
Que o senso comum de volta no lugar,
Que a vida não joga mais.

Eu jogando garrafas ao mar,
Como feridas abertas,
Eu jogando garrafas ao mar,
Aguardando uma resposta.
((Refrão))




Compartilhe

Compartilhe no Facebook      Compartilhe no Whatsapp      Compartilhe no Twitter




Deixe seu Comentário:

           

Traduções das Músicas

#

                             







B



Botellas al mar
                                                 







E



El Adivino
                                            







F



Filosofía viajera
              







L



La Filosófica
                                                           







N



No Me Olvides
                                            







R



Reflejo Real
    







S



Salto al Vacío
                                       







U



Un Soplo de Vida