SUAS LETRAS - Letras de Músicas e Clipes para ouvir









  Samba      Agepê      Lenda Nagô


              

Agepê - Lenda Nagô










Êh! Inaê,
Quem Te Magoou, Inaê?
Vou Pedir Malembe A Xangô.
Ago-iê!

Inaê Se Apaixonou
Pelos Olhos De Opelé
Que Só Desengano Deixou
Remando Contra A Maré.
Ayacô, Deusa Da Noite,
Quem Roubou O Seu Amor,
Ferindo Mais Que Um Açoite,
Bulindo Mais Que Uma Dor.

Êh! Inaê,
Quem Te Magoou, Inaê?
Vou Pedir Malembe A Xangô.
Ago-iê!

Opelé, Negro Corisco,
Mensageiro De Ifá,
Deu Seu Braço, Fez Um Risco;
Ayacô Se Fez Luar.
Mas No Rosto De Nanã
Reside Um Resto De Fé.
Pegou O Seu Talismã
E Chamou Oxumaré.

Êh! Inaê,
Quem Te Magoou, Inaê?
Vou Pedir Malembe A Xangô.
Ago-iê!

Oxumaré Que Sabia
De Inaê Bebe A Dor,
O Céu Até Parecia
Pintado A Lápis De Cor.
No Riso Claro Do Dia,
Na Mansidão Da Manhã,
A Vida Pra Sempre Sorria
No Olhar De Amor De Nanã.


Compartilhe nas Redes Sociais

  



Deixe seu Comentário:

           

Letras de Agepê