Utilizamos cookies essenciais e tecnologias de acordo com a nossa Política de Privacidade e nossos Termos e Condições de Uso. Ao continuar navegando, você concorda com esta utilização.      

SUAS LETRAS - Letras de Músicas e Clipes para ouvir










  Hip Hop      Djonga      A Pior Música do Ano (parte 2) (part. BK' e Froid)


              

Djonga - A Pior Música do Ano (parte 2) (part. B...









[BK`]
Eles me veem como um traficante
A cada verso lançado, a fila de viciados se expande
A cada track, a gente aposta a vida
Não tem plano B, ou seja, não tem saída
E os cria se identifica
Porque aqui é tudo ou nada
Tipo tirar o pino da granada e tchau
Colete à prova de bala
Revolução demais pra tu entender
Tipo inimigo ateu pede pelo amor de Deus quando me vê
O lider só é um líder se te explica o jogo
Não é proteger as ovelhas, é ensinar a matar o lobo
Pra que o mal, ou fim mortal não mе alcance de novo
Por isso rimamos do topo
Sabedoria das еsquinas, o preferido das minas
Não desperdiço linha, tipo viciado em cocaína
Tamo caçando tesouro e eles cavando a própria cova
Viver pra eternidade é viver o agora
E fazendo chover dinheiro sem ligar pra lama
Chegando em primeiro só pra orgulhar quem me ama
Atropelando, o trem nunca freou
Sempre agradecendo ao rap, tipo um pai que me criou
Tinha duas opções: Me tornar um rei ou sumir
Adivinha qual escolhi
Eu plantei, eu colhi
Hoje vendendo remédio pra dor
Mãe, pode se orgulhar, o seu filho virou doutor

[Froid]
Escuta aí, é o boombap
Isso daqui não é a Ri Happy
Pode rir, rindo com o mesmo cheque que deixo a Riri bad
Eu quase me perdi, fui parar na rehab
Viciadin` em herb, um verso, um verbo
Rappers se misturam com políticos
Pseudos abolicionistas, fascistas sem reggae
Perguntam pra polícia, o capitão me segue
Cê não fala disso, mas eu falo porque te ferro
E juram que eu tô nisso pela fama
Cê trocaria o quê pra ter mais grana?
Eu digo que eu tô vivo pela onda
O mal volta pra sombra
Meu poema é só pra quem me ama
Canela na costela do hater na cena fake
Cê vai quebrar seus dente de leite
Cê quer o quê aqui nessa cena fake?
Eles me pedem várias chances, não dá pra queimar meu filme
Eu só precisei de um take, eu sou punk
Isso ainda é uma batalha de sangue
Eu fui o primeiro de uma onda gigante
Eu tenho sorte, mas fui forte o bastante
Fechei com os meus, ignorei o restante
Medo de dar a sobra e tu comê-lo
Medo de `tar bêbado
Medo de ter medo de ter medo
Em meio ao medo sinto erros que eu evitaria
Sem medos em eu mesmo eu fui mais longe

[Djonga]
Ganhei mais uns anos de vida
Ou seja, eu não perco tempo
Num país que mata preto e pobre por minuto
Pra que eu não tenha mais que acordar cedo segunda
Rá, eu fiz valer cada segundo
Ontem disseram: Tu é o cara
Mas não sei ser o cara, imagina o karma
Fui criado pra servir os cara
Sei que jogador nunca olha pra foto
Mas pra resolver problema nós olha na cara
Então
Desde 2017, sou top 1
`Cês aqui nessa lista é utópico
Rimas fracas, parecem só um copia e cola
Não entendo nem com close caption
Djonga é seu pesadelo linha por linha
Esses cara é "vergonha da profission"
Me fazem dar risada
Tá tipo Cavalcante o seu Tom
É que seu plano eu melo, e num é Selton
Foi Papai do Céu que deu o seu dom
Então, parceiro, desce desse salto
Bebe Cereser e arrota Chandon
Sei que tu quer agradar seu fandom
Mas nós quer liberdade, quer freedom
E a intensão aqui não é causar um frisson
Num é sinal de Pare, é um de atenção
Eu sou a nova variante do vírus que eles quiseram extinguir da Terra
Mas sempre que uma bala pega, nós volta mais forte
Ou seja, até quando `cês acerta, `cês erra
E eu tenho sido pai de filhos que eu nunca vi
Posso ser alimento pra aqueles que sentem fome
Só não atravessa o caminho dos irmãozinho daqui
Senão vou ser aquele frio no seu abdômen
Eles sabem com quando reais se faz um hit
E eu só preciso de um mano real pra fazer um rap
Aqueles que olhavam de cima e falavam aff
Hoje me olham lá de baixo e me chamam de ref`
De Hendrix eu sou um riff, dos comédia eu sofro hate
Quase entrei na bad trip, mas fiz grana tipo Eike
Elevei minha autoestima à altura do Shaq
Tive o carro preferido dos sheik
Então pense num mundo analógico, éramos tão próximos
E algo me dizia: Sai daí ou tu é o próximo
Quero ficar rico, um futuro ilógico
E algo me dizia: Sai daí, se tu dá mole é puum
Várias barca preta cercando minha casa
Pergunta pra Clarinha, eu só não tava lá
Levantei a cabeça e disse: Mãe, vou fazer rap
Nada me para, final do jogo deu a lógica




Compartilhe

Compartilhe no Facebook      Compartilhe no Whatsapp      Compartilhe no Twitter





Deixe seu Comentário:

           

Letras das Músicas

#

    
    
    
    
    



A


    
    
    
    
    
    
    





B


    
    
    
    



C


    
    
    
    
    
    



D


    
    
    
    
    
    
    





E


    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    





F


    
    
    



G


    
    
    
    



H


    
    
    
    





I


    



J


    





L


    
    
    
    
    
    



M


    
    
    
    
    
    
    





N