Utilizamos cookies essenciais e tecnologias de acordo com a nossa Política de Privacidade e nossos Termos e Condições de Uso. Ao continuar navegando, você concorda com esta utilização.      

SUAS LETRAS - Letras de Músicas e Clipes para ouvir










  Hip Hop      Djonga      Heresia


              

Djonga - Heresia









Heresia, CEIA
DV, GE

É o lado leste do mapa, tiro pa caralho, bala pa caralho
Mataram mais um, caralho, esse presunto não é de comer
Quem ouviu a história também tá na historia
São várias versão da historia
Pra que se envolver?
E eles correm tipo Paul Walker
Por isso morrem tipo Paul Walker
E, não são os mesmo quando encontram Johnnie Walker
E tem os polícia de stalker
Elas se entregando pra eles
E eles não se entregariam nem se fosse por elas
A morte amola a foice e gira a manivela
Fogem tipo sebo nas canelas
Pele de Mandela, talvez seja o clima quente
Pois são tipo beira mar
Poção tipo, nenhuma vai curar
Não é magica é maldição
Mais de cem são
Sem diss, mas disposição
São tipo fúteis, nada no fundo do olho
E esse brilho você quem tirou
Pra passar o veneno, úteis
Cada dedo no gatilho, você que atirou
De onde viemos não competem o melhor flow
E sim a melhor pontaria
A maioria sai pela culatra, jhow
E até quem não devia pagaria
Os menor não tem natal é tipo Grinch
Se os menor se envoca e tal, e tipo Clinch
Como em Clint Eastwood, fazemos a lei
Aqui somos a lei

Pegando a visão
Pra passar a visão
Eu sou a cara do jogo
Quem tá contra ta mandado
Não passarão
Pegando a visão
Pra passar a visão
Não me provoque eu sou o fogo
Não me provoque ou os aliados atirarão

O baile é foda, varias bundas pra se perder
A boca é foda, muita droga pra se vender
Os home é foda, todos querem te prender
Escola nunca foi foda, por isso não quis aprender
15 anos tá querendo se envolver
15 ano, passa o pano, tá querendo se fuder
Mas seu pai catando lixo, porra, essa é de fuder
Boy passa a chave do carro, sem crise é o Cruiser
As mesmas cadeiras, mesmas bundas
Mesmas brincadeiras, as mesmas crianças
Diferentes cadeias, mesmos presos
Mesmo povo, mesma falta de esperança
Por enquanto a bala canta, Raps das Armas
Na sugesta a vala enche, Rap das almas
Enquanto elas são drama queens, rainhas vivem o drama
Da Rocinha ao Queens já superaram o drama
Talvez criação, talvez ação de cria
Talvez falta de ação, seus homens porcaria
Nós somos drogaria que não paga imposto
Nós somos a mancha de sangue e o suor no rosto
Nós somos seu problema, sua solução
Ou então se imaginem sem nós
Somos vulcão, erupção
Suas armas criaram seu próprio algoz
Seu próprio assassino




Compartilhe

Compartilhe no Facebook      Compartilhe no Whatsapp      Compartilhe no Twitter





Deixe seu Comentário:

           

Letras das Músicas

#

    
    
    
    
    



A


    
    
    
    
    
    
    





B


    
    
    
    



C


    
    
    
    
    
    



D


    
    
    
    
    
    
    





E


    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    
    





F


    
    
    



G


    
    
    
    



H


    
    
    
    





I


    



J


    





L


    
    
    
    
    
    



M


    
    
    
    
    
    
    





N